Confira as fotos e a sinopse de O avesso me rouba de mim e adquira seu exemplar clicando aqui: O avesso

Mesmo quando tudo se cala, ainda fica o coração a pulsar. Cansado de emudecer, o silêncio se expande dentro do texto, liberta, alimenta, explode os segundos e o ar. “O avesso me rouba de mim – Poesias de vidro para refletir a alma” é um livro eterno, não só por derramar amor, mas por abrigar um grito poético que jamais encerrar-se-á em si. Enquanto ao menos uma palavra arrastar seu silêncio pelo mundo, os poetas viverão. E seremos protegidos pelo véu de luminosidade que escolta o amor profundo.

foto2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *