Entrevista a George Angels

George Angels é autor de Ameni: príncipe do Egito e a libertação de Sorus e estará no estande da Multifoco na Bienal 2016.

Confira nossa programação.

 

George AngelsComo se descobriu escritor?  

Foi de repente. Após um sonho comecei a escrever até terminar o livro.

Qual a sua principal inspiração?

Um sonho, onde apareceram os principais personagens da história, inclusive seus nomes.

Sua profissão ou o lugar de onde veio tiveram alguma influência em seus temas e em seu modo de escrever?

Não.

Quais as suas principais referências literárias?

Livros de aventura, contos, crônicas e ficção.

Qual o livro mais marcante que já leu e por qual razão o considera tão importante?

Foi Ben-Hur. Porque mostra a capacidade que as pessoas têm de vencer as adversidades da vida.

Como funciona o seu processo criativo, como cria seus personagens e histórias?

Os principais surgiram no sonho e depois criei os demais.

Em que se tornar um contador de histórias modificou a sua vida?

Me deu novo ânimo e mais vontade para viver.  Foi a razão para continuar lutando contra uma doença, da qual fazia pouco tempo que tinha tomado conhecimento.

Conversa com alguém sobre o livro no decorrer da escrita ou prefere resolver sozinho todos os problemas surgidos durante o processo?

Sempre converso e ouço opiniões. Isso me ajuda a compor a história.

O advento da internet facilita ou atrapalha o ingresso na literatura, tanto de novos leitores quanto de novos escritores?

Ambos. Ajuda na questão da divulgação, mas também atrapalha, porque as pessoas perderam o hábito de ler livros, passam muito tempo na internet, principalmente nas redes sociais. 

Em sua opinião, qual a maior dificuldade em ser escritor no Brasil?

É muito difícil encontrar alguém que se interesse por publicar e divulgar a obra.

Alguma dica para quem está pretendendo se lançar na carreira literária?

Que não desista de seus sonhos, mas tenha em mente que não é nada fácil.

Quais os planos para o futuro?

Continuar escrevendo e divulgando meu livro.