LIVRO

Aquele abraço

R$50,00

  • Autor
    Marcelo Maldonado
  • ISBN
    978-85-5996-723-4
  • Ano
    2017
  • Páginas
    N/A
  • Gênero
    LGBT, Política, Relacionamento, Romance
  • Selo
    Desfecho Romances

Descrição

Rio de Janeiro, Tijuca, 1986. Tempos de reabertura política, Plano Cruzado e queda da censura. Na TV, a história de descoberta do amor de um aluno do Colégio Militar por uma normalista do Instituto de Educação ganha, como pano de fundo, os glamourosos Anos Dourados e é embalada pela voz de Nat King Cole.

Deslumbrado por aquela atmosfera, Lucas, ele próprio, está em fase de descobertas. Assim como na minissérie, também estuda no Colégio Militar e tem que suportar os rigores de uma disciplina inflexível. Mais do que isso, Lucas tem que aprender a lidar com a amizade que desenvolve por Victor, seu companheiro de turma.

Os dois sentam-se lado a lado. A personalidade enérgica e cativante de Victor acaba por provocar admiração num rapaz de índole tímida e artística como Lucas, muito mais dado à observação do que à ação. Alvo fácil para os praticantes do bullying escolar, Lucas se vê envolvido numa briga, é defendido por Victor e o caso vai parar nas mãos dos superiores. O episódio os aproxima e eles passam a conviver também fora dos limites do colégio.

Uma profunda admiração mútua floresce. Lucas impressiona o amigo com suas habilidades musicais, enquanto Victor o apresenta à sua maior paixão: o futebol. No decorrer dos anos de convivência, ambos enfrentam os dilemas da adolescência, a autoafirmação em meio a um ambiente que privilegia comportamentos viris e, por vezes, violentos. Entre esses dilemas está o amor. E de que maneira pode ele vingar no íntimo de dois espíritos tão diferentes e, ao mesmo tempo, afins.

A um movimento de fascínio e atração, surge outro, de repulsão e perplexidade, quando entre eles se dá a iniciação sexual. Confuso, Victor rechaça seus sentimentos em relação ao companheiro através de um comportamento agressivo, que por muito pouco não desencadeia uma tragédia. Lucas se depara com a tarefa de enfrentar o melhor amigo, agora transformado num completo estranho, para reafirmar-se e passar nos exames da mais difícil disciplina: o amadurecimento.

Numa espécie de “romance de aprendizagem” (bildungsroman) brasileiro, Aquele abraço traça a trajetória de desenvolvimento físico, psicológico, moral, afetivo, estético e social de suas personagens, numa época em que a TV de tubo, o telefone de disco, o videocassete, os LPs e as revistas masculinas mediavam as relações humanas e moldavam o seu imaginário.