LIVRO

A formulação do Sistema Único de Educação em Mato Grosso e a mediação para a construção do Sistema Nacional de Educação

R$45,00

Disponível por encomenda

  • Autor
    Odorico Ferreira Cardoso Neto
  • ISBN
    978-85-5996-223-9
  • Ano
    2016
  • Páginas
    158
  • Gênero
    Acadêmico, Educação
  • Selo
    Luminária Academia

Descrição

O estágio pós-doutoral, oportunizado ao autor pelo Programa de Pós-Graduação em Educação na Universidade de Brasília (UNB), permitiu produzir um esforço de reflexão movido por um intenso leque de descobertas, indagações, participação em atividades, eventos acadêmicos, conferências escolares, municipais, regionais, estaduais e nacionais (CONAES 2010 e 2014).
Os fios tecidos pelo estágio ajudaram a desvelar nuances do processo de democratização da educação, tendo como referencial o PEE do estado de Mato Grosso, perpassando por sua reestruturação, ligada à tradição do estado em contribuir com as políticas educacionais desenvolvidas no Brasil. Assim, o objetivo da pesquisa foi fazer encontrar o PNE e o PEE ao analisar, discorrer, comparar metas, estratégias, indicativos, diagnósticos, associando-o à necessidade de contribuir para repensar a educação. O entendimento que se apresenta mostra não ser possível dissociá-la do futuro do Brasil, na verdade, presente que respeita o passado, pois o Manifesto dos Pioneiros já apontava 80 anos antes aos educadores como deveriam proceder. O problema do atraso histórico é que no meio do caminho houve uma ditadura militar que mutilou esperanças, políticas públicas que deveriam evidenciar a educação sendo para todos.
O desenvolvimento da pesquisa discorreu sobre o ineditismo do estado de Mato Grosso em sua experenciação no que se pensou e se fez a partir do final da década de 80, avançou pela década de 90, teve como ponto culminante o ano de 1996 quando se apresenta a criação do SISTEMA ÚNICO DE EDUCAÇÃO. Já em 2014, o estado aprova o Plano Estadual de Educação, que tem como meta 1 a criação do sistema em que se estabelece a estratégia de que por intermédio de instrumentos legais, haja cooperação entre o Estado e a totalidade dos municípios, explicita claramente os objetivos e as responsabilidades comuns no atendimento da escolarização básica, na sua universalização, na qualidade do ensino e na gestão democrática, objetivando a sua implantação.