LIVRO

O romance-em-cena de Aderbal Freire Filho

R$45,00

  • Autor
    Renata Caldas
  • ISBN
    978-85-8273-753-8
  • Ano
    2019
  • Páginas
    366
  • Gênero
    Teatro
  • Selo
    Multifoco

Descrição

“Renata Caldas se debruça com afinco neste alentado ensaio-reportagem sobre o Romance-em-cena de Aderbal Freire-Filho.
Diante da efemeridade do fenômeno teatral, Renata se vale de inequívoca vocação para a pesquisa e nos oferece um saboroso desvendamento do processo criativo que formulou uma inédita maneira de se adaptar uma obra literária, um romance, para a linguagem do palco.”
Paulo Betti

No livro, Renata Caldas investiga o processo de criação e a trajetória de espetáculos do romance-em-cena.

  • A mulher carioca aos vinte e dois anos, texto de João de Minas, 1990;
  • O que diz Molero, de Dinis Machado, 2003, e
  • O púcaro búlgaro, de Campos de Carvalho, 2006).

Esse estilo inventado pelo diretor Aderbal Freire-Filho pode ser aplicado pelos interessados na investigação da linguagem teatral. De acordo com a Professora Tânia Brandão, “o resultado final é um texto de análise claro, luminoso, instigante, um original de leitura obrigatória para o público de teatro, para a classe teatral e para todos os interessados em arte brasileira contemporânea. Entusiasta da proposta artística de Aderbal Freire-Filho e apaixonada por sua proposição, a autora transporta o leitor para a avaliação de uma obra teatral que, a seu ver, pode demonstrar um procedimento técnico, o romance-em-cena, adequado ao estatuto do homem-cidadão contemporâneo (…). Fica no leitor o gosto saboroso da força que o nosso teatro pode alcançar, demolindo velhas convenções, procedimentos de arte ultrapassados, oferecendo formas novas, vibrantes, meios adequados para olhar e sentir o mundo ao redor”

Este estudo foi contemplado pelo Prêmio Funarte de Estímulo à Produção Crítica de Artes.

Confira o Blog do livro Romance em Cena clicando aqui !

Matéria sobre o livro no Correio Brasiliense.

Renata Caldas

Atriz e artista visual. Natural de Brasília, Renata Caldas reside na cidade de Recife. Bacharel em Interpretação Teatral – Artes Cênicas (UnB), Bacharel em Jornalismo – Comunicação Social (UniCeub) e Mestra em Artes Visuais (UFPE), tem atuado como performer em galerias, museus, centros culturais e espaços alternativos. No repertório estão as performances “É permitido chorar” e “Meu abismo”. No teatro, trabalha como atriz, cenógrafa e assistente de direção. Como jornalista, trabalhou em cadernos culturais nos diários Correio Braziliense e Jornal de Brasília. Escreveu, ainda, para Folha de S. Paulo, Estado de Minas, Diário Catarinense, Jornal do Brasil, Revista Trip, Revista Sbat, entre outros. Um de seus textos foi aplicado como prova de vestibular da UnB.

 

Você também pode se interessar pelo livro, O Teatro de revista Carioca e a construção da identidade nacional.

Escreveu sobre teatro? Temos interesse em avaliar seu trabalho. Nos envie seu original clicando aqui.

Você também pode gostar de…