LIVRO

Promoção!

Ser adulta e outras banalidades

R$33,00 R$26,40

  • Autor
    Nathalí Macedo
  • ISBN
    978-85-93637-09-4
  • Ano
    2017
  • Páginas
    140
  • Gênero
    Crônicas
  • Selo
    Macabéa Edições

Descrição

Assim como Nathalí Macedo, que não conseguia (ou não queria?) terminar de escrever seu livro, eu também não conseguia terminar de escrever estas notas. Me encantei com o que ela escreveu, com o confrontamento que nos oferece para não nos deixar indiferentes.

 

Este livro é para todas as mulheres indignadas por serem encaradas da forma como cachorros olham frango assado. Para todas que querem ser as mulheres imbatíveis que sonharam para si. Que sempre quiseram pertencer a si mesmas. Que acham que vale mais a sinceridade de um sorriso do que quantas vezes se foi pra Europa ou o quanto se entende de uma safra de vinho.

 

Se, como diz Nathalí, virar adulto é ver que você não tem quase nada do que querem de você, ela, como escritora, como artista, tem muito do que queremos. Ou do que eu quero, pelo menos. Nathalí compartilha conosco o que é se sentir viva todos os dias. Note que a gente nem fala mais em felicidade; se contenta em existir, viver.

 

Nathalí é uma jovem que desfruta do orgulho petulante de ser quem é — mesmo que não se orgulhe todos os dias (porque orgulhar-se demais e sempre é arrogância). E a arrogância de alguém impede que nos sintamos à vontade com aquela pessoa. Disso Nathalí não sofre. A gente se sente à vontade com ela e com o que ela escreve.

 

Nathalí é uma artista que responde à pergunta: “Ok, você escreve, mas trabalha com o quê?” com a frase: “Eu trabalho com vontade”. É uma artista que está seguindo seus sonhos.

 

Uma artista que acha lindo que seu gato não obedeça quando lhe dá ordens. (E, no mesmo momento que escrevo estas linhas, meu gato sobe à mesa, exigente. Preciso alimentá-lo. Eu obedeço.)

 

A terra à vista e o reconhecimento hão de chegar para essa artista chamada Nathalí.