LIVRO

Vozes em fragmentos na poesia de Chico: uma arquitetura polifônica?

R$45,00

Disponível por encomenda

  • Autor
    JOÃO KOGAWA
  • ISBN
    9788582736227
  • Ano
    2018
  • Páginas
    172
  • Gênero
    Acadêmico
  • Selo
    Multifoco

Descrição

A obra analisa algumas canções de Chico Buarque produzidas no período de ditadura militar com vistas a operacionalizar o conceito de monologia em Bakhtin, filósofo da linguagem russo do início do século XX. Com a mobilização da ideia de monologia (a voz autoral comanda hierarquicamente a voz das personagens) procuramos demonstrar que o conceito de polifonia bakhtiniano (por vezes, tido como aplicável a todo e qualquer discurso), é mais restrito do que se imagina ou se costuma defender em discussões acadêmicas. Longe de buscar uma argumentação valorativa que colocaria o discurso polifônico como superior ao monológico, a análise das canções de Chico Buarque demonstra justamente que o discurso de tipo monológico pode ser tão marcadamente resistente e democrático quanto o polifônico. As canções buarquianas mostram que não é necessário que um universo artístico seja polifônico para se contrapor a um cenário autoritário ou ainda para ser esteticamente rico.